julho 22, 2009

Martinho da Arcada pode estar em perigo

artigo no Público de José António Cerejo, com Inês Boaventura

Os gases e o barulho dos autocarros estão a condenar o café predilecto de Fernando Pessoa. O dono da bicentenária casa diz que já não aguenta a situação criada pelas alterações de trânsito

"Isto tornou-se insuportável. Corremos o risco de fechar porque nos meteram num colete de forças feito de autocarros da Carris. Chegam a ser 180 por hora. Isto tornou-se insuportável." António Sousa, o proprietário do café Martinho da Arcada, no Terreiro do Paço, está desesperado com as recentes alterações à circulação rodoviária na frente ribeirinha e está a estudar todas as hipóteses para enfrentar a situação.

"No dia 30 deste mês, fazemos uma conferência de imprensa e então logo se vê."
Quando a Câmara de Lisboa suprimiu o trânsito na Avenida da Ribeira das Naus, em Fevereiro, para permitir a realização de obras de saneamento, os autocarros que ali passavam vieram juntar-se aos que já tinham o seu percurso pela Rua da Alfândega, mais do que duplicando o número dos que circulam junto ao Martinho.
Face aos protestos dos moradores e comerciantes da zona, o vereador Manuel Salgado comprometeu-se, em Abril, a reservar o eixo Rua da Alfândega-Rua do Arsenal aos transportes públicos, logo que a Ribeira das Naus fosse reaberta ao tráfego. Em declarações feitas na altura, garantiu que essa medida reduziria o número total de veículos que ficaria a passar naquele eixo, relativamente à situação anterior às obras.
Retomado o trânsito de veículos particulares na Ribeira das Naus, António Sousa assegura que a nova alteração foi "um presente envenenado". "A poluição e o barulho não se aguentam. Os clientes são menos de dia para dia. Quando os autocarros param na passadeira dos peões e arrancam depois, isto parece um aeroporto, é só fumo e barulho."
O empresário diz que a Rua da Alfândega, neste momento, deve ser uma das artérias mais poluídas do país e não percebe como é que foi possível fazerem isso a um local em que se encontra um estabelecimento com os pergaminhos e a história do Martinho da Arcada, com 227 anos de vida, "conhecido em todo o lado", e não só por ter sido o café de Pessoa.
"Estamos a ser muito prejudicados, temos aqui 25 pessoas a trabalhar, mas estou muito triste e chocado com esta situação", afirma António Sousa, estimando em 40 a 50 por cento a quebra do seu volume de vendas desde Fevereiro. "Os nossos clientes são persistentes, mas é inevitável que deixem de cá vir", continua, concluindo: "Se os clientes desaparecem, o que é que estamos cá a fazer?" O proprietário confessa que já deu a conhecer a gravidade do problema ao presidente da câmara, António Costa, mas sorri ao relatar a sua resposta na sessão pública em que o interpelou, há cerca de um mês. "Disse que ia ver se a Carris punha aqui autocarros a gás." Até ao fim do mês do mês, António Sousa vai deitar contas à vida e no dia 30 fará uma conferência de imprensa para falar sobre o futuro do Martinho.
No início de 2008, a vereadora da Cultura da Câmara de Lisboa, Rosalia Vargas, tinha admitido a possibilidade de o café vir a albergar um museu pessoano. Ontem, o director municipal de Cultura disse ao PÚBLICO que, tanto quanto sabe, esta ideia não teve qualquer seguimento nem é de esperar que venha a ter. Francisco Motta Veiga acredita que com a requalificação do Terreiro do Paço o Martinho da Arcada, que em seu entender tem já grande visibilidade mas poderia tornar a sua ligação a Pessoa "melhor usada", ganhará "boas perspectivas de futuro". "Espero que as coisas se possam resolver", concluiu o director camarário. O PÚBLICO pediu esclarecimentos à Carris sobre as queixas do proprietário do café mas não obteve resposta.

5 comentários:

Anónimo disse...

"Disse que ia ver se a Carris punha aqui autocarros a gás." Esta está muito boa.
Cabecinhas pensadoras...

Teresa Krusse,através do twitter

Anónimo disse...

Ó António organiza uma petição.
Talvez a gente consiga fazer-se ouvir

BE

Anónimo disse...

Tens até às 19h para veres se alguém vem cá.
ahahahahah
Apaga o comment, mas é assim. Nada a fazer.
O falar vai dos quexos!
Bom Dia ou Boa Tarde

Gostei, para que serve o twitter, então?

Passageiro não identificado há 2 minutos?

abrancoalmeida disse...

Hoeje são apresentadas aos deputados da Nação 28 Petições.

http://sic.aeiou.pt/online/noticias/pais/Parlamento+debate+peticoes.htm

Quantas vão ter pernas para andar?

ZERO!!!

Encorajador...? ;)

Anónimo disse...

Boa para se pegar.
pra frente com isto ;)